Voltar

Redes Sociais: como utilizá-las no seu negócio

As redes sociais têm um grande impacto nos negócios e são capazes de potenciar as vendas, sendo um dos melhores canais de divulgação.

Em Janeiro de 2021, contabilizavam-se em Portugal mais de 7 milhões de utilizadores ativos nas redes sociais, o equivalente a 76,6% da população, número que disparou para mais de 8 milhões, ou seja, 83,7% dos portugueses, em Fevereiro de 2022. Além disso, e tendo em consideração de que cada utilizador passa, em média, aproximadamente 2h30m por dia nas redes sociais, as estatísticas dão-nos conta do enorme potencial que estas representam para o mundo empresarial. Caso ainda esteja na dúvida se deve ou não apostar mais nestas plataformas a favor do seu negócio, este artigo é para si.

Com os consumidores constantemente conectados e online, as empresas têm vindo a reconhecer cada vez mais a importância das redes sociais e o seu impacto. Por esse motivo, passaram a ocupar um grande papel na estratégia de marketing das empresas ao atuar como um canal de comunicação adicional e uma oportunidade de aproximação por parte das organizações.

Deste modo, surge o marketing de redes sociais, ou social media marketing, que se foca em tirar o máximo partido das redes sociais para criar e partilhar conteúdo que, mesmo que não tenha carácter promocional nem promova diretamente a venda, é útil para os potenciais clientes e fará com que estes se lembrem da marca quando tiverem necessidade de comprar algum produto, ocupando o seu top of mind.

Qual a importância das redes sociais?

As redes sociais surgiram para possibilitar a conexão social e aproximar as pessoas, facilitando a comunicação. Atualmente, são também essenciais para o entretenimento, criação de comunidades, fortalecimento de nichos e network.

Em Portugal, no Top 5 das redes sociais favoritas, o Instagram ocupa o primeiro lugar, seguido do Facebook, Whatsapp, TikTok e, por fim, o Facebook Messenger.

Qual a importância das redes sociais para as empresas?

Olhando novamente para as estatísticas, 55% dos portugueses acompanha a atividade de marcas e empresas. Ao seguirem, os potenciais clientes estão a dar oportunidade para que essas empresas comuniquem com elas. Por isso, as marcas devem aproveitar da melhor forma e interagir com o seu público!

Estas plataformas são a principal abordagem de marketing das empresas uma vez que permitem uma comunicação imediata e direta e resultam ainda numa fonte de informação credível para os consumidores, pois surgem como um meio de obterem feedback e partilhas de outros clientes, através o word of mouth ou boca a boca.

Quais os motivos que levam as pessoas a seguir páginas empresariais nas redes sociais?

De acordo com diversos estudos, são vários os benefícios percecionados pelas pessoas ao seguir páginas de empresas nas redes sociais, entre eles:

  • Gostar e apoiar a marca;
  • Ter interesse pela área de atuação;
  • Aceder a informação e atualizações;
  • Acompanhar novas coleções;
  • Estar a par das novidades;
  • Acompanhar tendências;
  • Obter cupões e descontos.

Quais as vantagens das redes sociais para as empresas?

As redes sociais devem ser utilizadas para divulgar, de forma regular e consistente, conteúdo livre, útil e agregar valor, na ótica dos consumidores. Deste modo, destacam-se as seguintes vantagens da utilização das redes sociais nos negócios:

  • Aumentar a visibilidade;
  • Humanizar a marca;
  • Construir um relacionamento com o público e aproximar-se dele;
  • Melhorar o posicionamento da marca no mercado;
  • Aumentar a fidelidade à marca;
  • Estimular o engagement e a interação com a marca.

Além de tudo isto, as redes sociais ajudam a potenciar as vendas através Social Commerce, ao integrar um sistema de e-commerce nas próprias plataformas que está em constante evolução e adaptação. Neste sentido, é imprescindível acompanhar a evolução do negócio e os seus valores nos períodos desejados, através de um programa de faturação como o POS Cloudware, que também permita fazer um controlo de stocks eficaz, quer da sua loja online quer das suas lojas físicas.

Como utilizar as redes sociais em páginas empresariais?

Seguem-se 6 dicas que deve aplicar para ter sucesso nas redes sociais da sua empresa:

  1. Definir o seu público-alvo
    • Para que obtenha bons resultados, deve conhecer o seu público como ninguém. Informação como a idade, género, os seus gostos, necessidades, dificuldades, estilos de vida, entre outros, são essenciais para saber o que comunicar com eles e de que forma.
  2. Escolher os canais mais adequados
    • Após conhecer o seu público, tem de saber quais as plataformas que eles mais utilizam para marcar aí fortemente a sua presença. De salientar que deve priorizar essas redes sociais e consolidar a sua estratégia. Não vale a pena ter uma conta em todas as existentes se o seu público estiver mais presente em três delas, por exemplo, pois a sua manutenção exige recursos de tempo e dinheiro.
  3. Criar conteúdo relevante
    • Só através da informação que tem do seu público-alvo, conseguirá partilhar conteúdo que seja realmente valioso para ele. Coloque-se no lugar dele, questione-se o que gostaria de ver e crie esse conteúdo.
  4. Planear publicações
    • Ter um plano e um calendário de conteúdo mensal, bimestral ou trimestral que facilite a concretização da estratégia, é essencial para conseguir cumprir a frequência de publicações. Ao fazê-lo, o número de seguidores aumentará gradualmente, visto que os próprios algoritmos das redes sociais beneficiam o alcance das páginas que são regulares nas suas publicações.
  5. Acompanhar resultados
    • Deve manter-se a par dos resultados obtidos em cada publicação e analisar métricas como o número de cliques, o alcance, os conteúdos mais vistos e o número de visitantes, para saber quais os conteúdos que resultam melhor e são mais eficazes para o seu público e afinar a estratégia.
  6. Construir estratégias para cada rede social
    • Cada rede social tem características e perfis diferentes e até mesmo o público que está numa rede social não é o mesmo que está na rede social vizinha. Neste sentido, deve ter estratégias adaptadas a cada uma, ainda que alguns dos conteúdos sejam semelhantes.